Pelo Mundo
MALÁSIA

Brasileiros estão isentos de visto para estadia de até 90 dias.

No desembarque:

• Passaporte com mais seis meses de validade.

• Bilhete de ida e volta confirmados.

• Voucher do hotel (garantia de acomodação).

• Prova de fundos (dinheiro,travellers cheques ou cartão de crédito internacional) 

• Pelo menos 500 dolares em espécie.

• Certificado internacional de vacina contra febre amarela.

• Mulheres acima de seis meses de gravidez não serão aceitas nem homens com aparência ''hippie'' no desembarque.

 

Informações Especiais

Nos estados predominantemente muçulmanos, como Kelantan e Terengganu, é aconselhável adotar um vestuário discreto, principalmente próximo aos locais de culto e praias. O sentido da circulação viária é à esquerda. Pedestres não habituados a esse sistema devem ter cuidado ao atravessar ruas.

A Malásia é um país razoavelmente seguro, porém é importante que o viajante adote as precauções de praxe, como evitar locais ermos ou deixar objetos em situação propícia a furto, especialmente telefones celulares.Recomenda-se que o viajante faça cópias do passaporte e dos cartões de crédito e tenha à mão o telefone do banco para comunicação de perda/roubo.Há casos de clonagem de cartões de crédito. Aconselha-se evitar pagamentos com cartão em lugares de aparência pouco confiável e evitar perdê-lo de vista no momento do pagamento.

Ocorrência comum em diversos países do Sudeste da Ásia, verifica-se também na Malásia o roubo de bolsas por motociclistas que passam na beira da calçada.A legislação anti-drogas é severíssima e pune, inclusive, a posse para consumo próprio. O tráfico de drogas é passível de pena de morte.O país é situado em uma zona de atividade sísmica, porém não há casos de terremotos de grande magnitude.