Pelo Mundo
CHIPRE
Brasileiros não precisam de visto até 90 dias de permanência.

Informações Especiais:

Apesar da divisão da ilha nas partes greco-cipriota e turco-cipriota e da presença de uma operação de manutenção da paz, não há riscos significativos ligados ao conflito. É importante lembrar que, na parte norte, têm ocorridos sucessivos casos de brasileiras mantidas em cárcere privado após receberem ofertas de emprego falsas.

Quanto ao tema do norte de Chipre, vale recordar que o Brasil não reconhece a existência da auto-denominada “República Turca do Norte de Chipre”, o que prejudica muito a assistência consular naquela área. Parece indispensável desencorajar que brasileiros visitem aquela parte do Chipre.

Mas não se deve esquecer que qualquer advertência deve evitar de, por um lado, ferir suscetibilidades da Turquia e do Chipre e, por outro, oferecer qualquer tipo de reconhecimento à “RTNC”.