Restrições à imigração impostas por ex-presidente Donald Trump são revogadas por Joe Biden

Caem as restrições aos imigrantes com parentes americanos, alguns com 'green card' baseados em emprego, entre outros.
Compartilhe esta notícia:
  • Revogação da Proclamação:
    O presidente dos EUA, Joe Biden, revogou a Proclamação Presidencial 10 052, que impedia a entrada de alguns imigrantes nos EUA.
  • Impacto da Medida Anterior:
    A proclamação anterior de Trump visava proteger o mercado de trabalho durante a recuperação econômica pós-COVID-19.
  • Nova Diretriz Presidencial:
    Biden enfatizou que bloquear imigrantes é prejudicial para os EUA e ordenou a revisão de regulamentos relacionados.
  • Restrições de Viagem:
    As fronteiras dos EUA com Canadá e México permanecerão fechadas para viagens não essenciais até 21 de março para prevenir a propagação da COVID-19.

Proclamação revogada

O atual presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, derrubou a Proclamação Presidencial 10 052 de seu antecessor, Donald Trump, que vetava a entrada de alguns imigrantes por representarem “risco para o mercado de trabalho”, incluindo aqueles que se beneficiam de vistos para parentes.

A decisão de Trump foi emitida em 22 de abril de 2020 e determinava a suspensão do Green Card (a autorização permanente para residência nos EUA) para “imigrantes e não imigrantes que apresentem risco para o mercado de trabalho nos EUA durante a recuperação econômica após o surto de coronavírus”.

A nova Proclamação Presidencial PP10014, emitida por Joe Biden, ressalta que impedir a chegada de imigrantes não atende aos interesses dos Estados Unidos. “Pelo contrário, prejudica os Estados Unidos”, afirmou o presidente em coletiva de impressa realizada na última quarta-feira 24/02/2021.

Segundo ele, a medida de Trump também prejudica as indústrias que usam talentos de todo o mundo: – “A medida impediu que essas pessoas entrassem nos Estados Unidos, o que levou, em alguns casos, a atrasar e a possível perda de sua oportunidade de receber vistos de diversidade até o ano fiscal de 2020 e realizar seus sonhos nos Estados Unidos”, acrescentou.

Joe Biden também ordenou aos secretários de Estado, trabalhistas e de segurança interna que revisem “quaisquer regulamentos, ordens, documentos de orientação, políticas e qualquer outra ação semelhante” desenvolvida sob a medida revogada. E que emitam disposições revisadas conforme a nova diretriz presidencial.

Biden, que assumiu o governo dos EUA em 20 de janeiro, tentou em suas primeiras semanas no cargo adiar ou eliminar uma série de regras adotadas por seu antecessor para reduzir a imigração para os Estados Unidos.

Fonte: Valor Econômico.

 

 

Sobre a reabertura das fronteiras dos EUA,

Joe Biden manterá as fronteiras fechadas com Canadá e México até 21 de março.

O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos anunciou no Twitter que, para proteger cidadãos e prevenir a propagação da covid-19, os EUA, Canadá e México concordaram em estender as restrições às viagens não essenciais nas fronteiras terrestres até 21 de março.

O órgão afirmou também que está trabalhando para garantir que o comércio e as viagens essenciais continuem funcionando. Em 21 de março completará um ano do fechamento inicial da fronteira, quando a pandemia do novo coronavírus ganhou força nos EUA.

As restrições, que se aplicam a todas as fronteiras terrestres e marítimas, foram prorrogados todos os meses desde então. A princípio, os norte-americanos ainda podem voar para qualquer um dos países, embora o Canadá tenha tornado a opção mais difícil, reforçando os controles.

Fonte: Panrotas.

❱ Mais lidas

❱ Como obter a autorização de viagem de menor para o exterior

❱ Azul detalha volta dos voos de BH para a Flórida: o que você precisa saber

❱ Fotografia para requerimento do visto americano

❱ Os 10 países que mais receberam turistas em 2023

⚡Informações importantes
❱ Últimas Notícias

❱ Canton Fair 2024: O Maior Evento de Comércio Internacional da China

❱ Orlando, o Destino Preferido para as Férias de Julho

❱ Air France anunciou recentemente que irá operar voos diretos entre Salvador e Paris

❱ China estende isenção de visto para viagens de curta duração até 2025 para países selecionados da União Europeia

Menu
Lojas

Entre em contato com nossos consultores.

Escolha seu contato!