Pelo Mundo
ROMÊNIA
Brasileiro não precisa de visto até 90 dias de permanência.

Informações Especiais

Segurança pública: é importante estar atento a golpes de policiais à paisana (pela lei Romena, o policial em missão deve estar obrigatoriamente uniformizado) que pedem para verificar o dinheiro e/ou os cartões de crédito do turista desavisado, roubando dinheiro em espécie e/ou clonando cartões; clonagem de cartões também podem ocorrer em livrarias, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais, de modo que se recomenda exigir que o cartão seja manuseado diante do seu titular; é importante estar atento ao número de cães vira-latas que, sobretudo na época de frio, andam em matilhas e podem se tornar agressivos.

Segurança rodoviária: acidentes rodoviários são freqüentes, sobretudo devido à imprudência de motoristas que conduzem em estado de embriaguez, exaustão, ou por serem amadores de alta velocidade; auto-estradas são raras na Romênia, de modo que a grande maioria das estradas principais têm duas mãos, sem qualquer obstáculo no meio para separá-las, não sendo portanto adequadas a altas velocidades; recomenda-se evitar viajar à noite, devido ao grande número de carroças que transitam pelas estradas ilegalmente e sem sinalização.

Catástrofes naturais: Bucareste e zona sul-sudeste da Romênia é vulnerável a terremotos destruidores que ocorrem numa freqüência de mais ou menos 30 anos. Os dois últimos foram em 1940 e 1977. Ademais, nos últimos anos, enchentes catastróficas têm ocorrido nas regiões camponesas da Moldávia e Transilvânia.