Pelo Mundo
GUINÉ BISSAU

• Passaporte  (validade mínima 06 meses).
• Fomrulário preenchido e assinado (2 vias).
• 03 Fotos 3x4 recentes.
• Certificado internacional de vacina contra febre amarela.
Prazo para concessão: 06 dias úteis.

Informações Especiais:

Não há particularidades culturais com grande potencial de constrangimento a visitantes estrangeiros, e brasileiros são benquistos no país. Não há restrições signicativas quanto ao vestuário de mulheres, principalmente na capital Bissau, mas cautela é igualmente recomendável. O homossexualismo é tabu na sociedade guineense e recomenda-se discrição neste particular. Não são aceitos cartões de crédito.

A Língua Portuguesa é o idioma oţcial do país, mas é falada por apenas cerca de 20% da população. O idioma mais falado no país é o Crioulo, mistura do Português com línguas locais, e pode ser compreendido com relativa facilidade. As regiões mais isoladas, porém, costumam falar apenas línguas tradicionais locais. É expressamente desaconselhado tirar fotos de instalações militares, policiais e soldados. Quanto a fotograas em geral, especialmente de prédios públicos, recomenda-se discrição e cautela. O país não possui infraestrutura desenvolvida e, no período de junho a outubro, há chuvas torrenciais que dicultam a locomoção. No restante do ano o clima é seco e não há chuvas.

A iluminação pública é limitada. O transporte público é feito em microônibus e táxis, nos quais se recomenda cuidado. As companhias de água e energia apresentam fornecimento intermitente, mas em alguns hotéis as condições são melhores. Há serviço de televisão por assinatura, além de canais abertos como a Record Internacional e a Rádio e Televisão Portuguesa (RTP). Vacinas exigidas: Febre Amarela 

Vacinas recomendadas: Cólera, Difteria, Hepatite A e B, Raiva, Tétano, Tuberculose e Tifo.As principais enfermidades, contra as quais se recomenda prevenção, são doenças como malária e AIDS (2,5% da população adulta, segundo o Relatório Global 2010 da ONUSIDA/OMS). 

O país dispõe de precária estrutura médico-hospitalar. Há serviço de diagnóstico e farmácias com medicamentos para doenças como malária, infecção alimentar e similares. O principal atrativo turístico da Guiné-Bissau é o Arquipélago das Bijagós, mais de 80 ilhas com praias e locais para a prática de pesca esportiva, que atrai muitos visitantes europeus. Há também exuberante ora e fauna, com animais como tartarugas e hipopótamos. O conjunto das ilhas dispõe de limitada mas boa estrutura hoteleira.