Pelo Mundo
COLÔMBIA
Brasileiros que viajam a turismo, negócios ou estudos não necessitam de visto para permanência de até 90 dias.

O Brasileiro poderá entrar no País com a cédula de identidade (RG emitido pela SSP do seu Estado, com no máximo 10 anos de emissão e em ótimo estado de conservação), ou o passaporte com validade mínima de seis meses da data de início da viagem. A Mundial Vistos recomenda sempre o uso do passaporte para viagens internacionais.

 

Sobre o Tratado Mercosul (devo viajar com o meu RG?):

É importante saber que carteira de motorista ou carteira funcional não tem a mesma validade que a carteira de identidade (RG). Na hora de viajar pelo Mercosul, só vale o RG original! Uma vantagem do acordo que reconhece a validade do documento de identidade em países do Mercosul é que você pode apresentar o passaporte no aeroporto e, ao chegar ao País, poderá guardá-lo e transitar apenas com o documento de identidade caso precise durante o seu passeio turístico.

É IMPORTANTE ressaltar que embora seja permitido conhecer os países integrantes e associados do Mercosul apenas com o documento de identidade, ele é mais questionável que um passaporte dentro do seu prazo de validade. Afinal, as leis desse acordo são mais rigorosas com data de emissão, foto, assinatura e conservação do documento.

Conheça mais sobre o tratado Mercosul acessando o link oficial do Governo Brasileiro: http://www.brasil.gov.br/turismo/2012/04/mercosul-com-rg

 

 

Informações Especiais:

a) Zonas rurais

Visitas, idas ou incursões a áreas rurais ou locais fora do perímetro das grandes cidades devem ser avaliadas com cuidado, em razão da prolongada atividade de grupos armados ilegais em algumas áreas do país, em geral, aquelas situadas na Amazônia colombiana.

 

b) Interior do país

Viagens por via rodoviária devem ser avaliadas com cuidado, especialmente, à noite. No caso de viajar em veículo próprio, deve-se atentar para o fato de que todos os veículos automotores devem ser registrados na entrada e na saída do território colombiano. Também deve ser providenciado pelo proprietário o pagamento de SEGURO OBRIGATÓRIO proporcional ao tempo em que o veículo permanecer na Colômbia. Informe-se com a polícia nacional. A Embaixada e os Vice-Consulados brasileiros NÃO registram nem liberam veículos de brasileiros na Colômbia.

 

c) Expedições e viagens de aventura

No caso de ausência de contato ou localização de paradeiro, as famílias devem estar cientes da extrema dificuldade de localizar indivíduos em zonas rurais ou lugares remotos do território colombiano.

 

d) Táxis

Recomenda-se o uso das empresas de rádio táxi, pedindo-se por telefone, no ato da chamada, identificação do carro a ser enviado (placa e código de registro). Táxis de rua devem ser evitados, principalmente à noite.

 

e) Nas ruas

Recomenda-se manter discrição, por exemplo, evitando o uso ostensivo de jóias, relógios caros, máquinas fotográficas ou filmadoras.

 

f) Documentos

Devem-se guardar os documentos originais, como passaporte e cédula de identidade, em lugar seguro (por exemplo: cofre do hotel) e circular apenas com cópia.

 

g) Vacinas

É necessário tomar a vacina contra a febre amarela pelo menos 15 dias antes de viajar aos departamentos de Santander, Norte de Santander, Bolívar, Boyacá, Huila, Arauca, Caquetá, Casanare, Cesar, Guainía, Guaviare, a Guajira, Meta, Putumayo, Vichada, Amazonas e Vaupés. Entre outros, a vacina não é apta para pessoas com HIV positivo, mulheres grávidas e menores de 6 meses. Antes de ir em regiões selváticas ou parques naturais é recomendado tomar outras vacinas, como a antitetânica e contra a hepatite A e B. É recomendado que os estrangeiros provenientes de países que ofereçam a vacina contra a dengue a coloquem antes de viajar, em caso de visitas a lugares sob os 1.800 m.s.n.m.

 

h) Seguro

Aqueles que desejem visitar a Colômbia devem adquirir um seguro de viagem que ofereça cobertura médica assistencial e atenção hospitalar de urgência. Em quanto aos medicamentos, aqueles para cuja compra não seja necessária prescrição médica podem ser conseguidos sem restrição em drogarias e farmácias. Deve ser verificado que a embalagem indique a data de validade e o preço.